ELA CRITICA O TERRORISMO, MAS A MAIOR TERRORISTA É ELA!

Dilma Rousseff se manifestou contra os terríveis atentados que aconteceram na França. Declarou que o terrorismo deve ser combatido. Tudo muito bonito na teoria, mas e quando ela é a real terrorista desse país? Para quem não se lembra, vamos aos fatos.
Dilma Rousseff foi presa em 1970, mas a sua lista de “conquistas” é muito maior! Dilma – ou ou Estela, ou Wanda, ou Luiza, ou Marina, ou Maria Lúcia – nomes falsos que ela comprovadamente usou – militou em duas organizações criminosas que defendiam e praticavam a luta armada, mudou de casa frequentemente para fugir da perseguição da polícia e do Exército – que cumpriam o seu papel de zelar pela pátria e combater a nefasta tentativa de cubanizar o nosso País – esteve em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, usou documentos falsos, manteve encontros secretos dignos de filmes de espionagem, transportou armas e dinheiro obtido em assaltos, aprendeu a atirar, deu aulas de marxismo, chefiou greves, assessorou assaltos a banco, participou de discussões ideológicas trancada por dias a fio em “aparelhos”, foi presa e encarou 28 meses de cadeia.
Isso sem falar de sua ligação com o Foro de São Paulo e a tentativa de cubanizar o Brasil, para que, juntos, transformem a América Latina em um grande bloco socialista. O terror está muito mais perto do que imaginamos. E governa o nosso país!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *