‘QUEREM TRANSFORMAR OS BRASILEIROS EM BESTAS’, DIZ LEVY FIDELIX

‘QUEREM TRANSFORMAR OS BRASILEIROS EM BESTAS’, DIZ LEVY FIDELIX SOBRE APROVAÇÃO DE CHIP ÚNICO PARA CADA CIDADÃO; ASSISTA:

Levy Fidelix faz grave ataque após aprovação, pelo Senado, de chip único para cada cidadão: ‘Querem implantar o 1984 de Orwell, o chip da besta 666’

No último dia 5 de abril, o Senado aprovou a criação do documento único de identificação nacional, um documento que reuniria os dados de vários documentos de identificação utilizados atualmente, como RG, CPF, título de eleitor, etc.

Para a criação do documento, o Tribunal Superior Eleitoral criaria um banco de dados unificado, reunindo dados de várias esferas.

O presidente Michel Temer já manifestou a intenção de vetar a lei, devido aos altos custos de implementação do projeto, que, segundo ele, não são aceitáveis em um momento de crise como o que o país atravessa. No entanto, há outros motivos para se opor ao projeto que unifica os cadastros do cidadão. O presidente do PRTB, Levy Fidelix, alertava, desde a apresentação do projeto, para os motivos espúrios por trás da nova lei.

Mencionando o temor popular que associa o chip ao “número da besta”, Levy Fidelix disse que há motivos concretos e imediatos para preocupação. Segundo Fidelix, “querem gastar uma fortuna – mais de um bilhão de reais – para concentrar todos os registros das pessoas em um só”. O presidente do PRTB enfatiza que, com todos os dados unificados, o governo federal adquire um controle desproporcional sobre a vida de cada cidadão. O governo poderia, por exemplo, transferir os dados para o SERASA ou as federações de bancos, mas poderia também utilizar esses dados para perseguição política.
Um cadastro unificado facilitaria enormemente o controle sobre a vida pessoal, o que Levy Fidelix chama – fazendo alusão ao livro 1984, de George Orwell – de “o domínio do big brother”. O presidente do PRTB lembra que, na Venezuela, os cartões de identidade são utilizados para controlar o consumo de cada família, impedindo que as pessoas comprem além de suas quotas. E resume: “E a liberdade? Vai acabar”.

Por fim, Levy Fidelix lembra que pode haver intenções ainda mais espúrias por trás do projeto: “E ainda vão faturar – muito – em cima de nós. Não vão seguir a Lei de Licitações, vão achar uma empresa com “notória especialização” para faturar bilhões”. Fidelix alerta: “Estou desconfiado que alguma coisa ruim vem por aí. Vamos prestar atenção. A besta vem aí”.

Com informações do site “Folha Política” em http://www.folhapolitica.org/2017/04/querem-transformar-os-brasileiros-em.html